sexta-feira, 29 de março de 2013

VENCENDO A SOLIDÃO



INTRODUÇÃO


"Não é bom que o homem esteja só", declara o Criador. Nestas palavras, Deus estabeleceu a necessidade profunda que temos de uma companhia íntima. É como ensina a sabedoria popular: "antes mal acompanhado do que só". T.S. Eliot também afirmou acerca da solidão: "O inferno é o único, o inferno é estar só, as suas demais figuras são meras projeções". A solidão é um mal universal. Não há quem não tenha sentido só, mesmo as pessoas normais. Mesmo vivendo em grandes cidades, residindo em populosos condomínios, a solidão é uma realidade na vida de milhões de pessoas. É uma epidemia emocional. Para a maior parte, a solidão é uma sensação temporária. Ela vem e vai. Para outros, a solidão faz parte da sua existência, como um membro do seu corpo. São pessoas cronicamente solitárias. Os psicólogos ainda não sabem com certeza se há apenas sensação de solidão, ou vários tipos diferentes. Sabemos que há diferentes causas e diferentes intensidades.
Robert Weiss, psicólogo americano, sugeriu que há dois tipos de solidão:
1. Isolamento emocional - produzido pela falta de uma relação profunda e emocionalmente satisfatória com pessoa com quem nos abrimos. Por exemplo, a relação entre marido e mulher.
2. Isolamento social - gerado pela ausência de um círculo de amigos ou afastamento da convivência social.
EXPOSIÇÃO
1. POR QUE AS PESSOAS SÃO SOLITÁRIAS?
Há diversas causas para a solidão. Vejamos algumas:
1.1. Dificuldades pessoais de fazer ou conservar amigos.
1.2. Falta de confiança em si mesmo e nos amigos.
1.3. Falta de confiança em si mesmo e nos outros.
1.4. Rejeição por parte de pessoas que nos circundam.
1.5. Mudança de residência.
1.6. A morte de uma pessoa amada.
1.7. Namoro desmanchado ou divórcio.
1.8. Ser estranho num lugar novo.
1.9. Ser um líder importante.
1.10. Ser um aposentado.
1.11. Problemas de relacionamento com os pais.
1.12. A alienação de Deus...
Segundo Craig W. EIlison, o sentimento de estar separado das pessoas que são importantes do ponto de vista emocional é comum a todas estas sensações de solidão. "Sentir-se solitário é sentir-se desligado. A solidão é um indício de necessidade".
Todo mundo tem a necessidade de relações íntimas e sólidas. Cada ser humano necessita de um certo grau de intimidade.
"A solidão não é a mesma coisa que estar só. A solidão é sentir-se só". Você já esteve num grupo em que não conhece ninguém, mas em que todos os outros parecem se conhecer? Como você se sentiu?
2. AS RAÍZES DA SOLIDÃO
Há diferentes causas aparentes de solidão. Há também diferentes intensidades. A psicologia ainda não sabe com certeza se há apenas uma sensação de solidão: isolamento emocional e isolamento social. O primeiro é decorrente da falta de uma relação profunda e emocionalmente satisfatória com outra pessoa com quem nos abrimos. O segundo é consequência da ausência de um círculo emocionalmente satisfatório de amigos. Por que a solidão se tornou uma constante companheira dos homens? A compreensão adequada das raízes da solidão encontra-se no relato bíblico da criação.
2.1. Um ser Social
"Também disse Deus: façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança"; (Gn 1.26). A primeira pessoa do plural sugere que Deus sendo único é plural em seu ser. Tão seguramente como Deus é um só, Ele é uma Trindade. Ao criar o homem conforme a imagem e semelhança do seu ser, Ele o faz um ser social. Portanto, a nossa necessidade de Deus e de outras pessoas deriva do fato de termos sido feitos à semelhança de Deus. Fomos criados para amar e sermos amados.
2.2. Companhia Idônea
"Disse mais o Senhor Deus: não é bom que o homem esteja só: Far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea" (Gn 2.18). Deus sabia que Adão tinha uma necessidade que requeria uma relação íntima, por isso Ele criou Eva, uma companheira complementar.
2.3. Isolamento de Deus
       Com o pecado original (Gn 3.1-24), Adão e Eva acharam-se logo, irreversivelmente separados de O pecado trouxe o terrível isolamento de Deus e do próximo.
3. O REMÉDIO PARA A SOLIDÃO
Para enfrentarmos a solidão precisamos construir a intimidade.
3.1. Intimidade com Deus
A intimidade com Deus. Sartre e Camus, filósofos existencialistas, já escreveram acerca da solidão existencial. A vida sem Deus é impessoal e irracional. A angústia da alienação e da solidão acompanha uma vida sem Deus. Precisamos então, de partilharmos da comunhão com Deus. E como podemos fazer isso? Como podemos estabelecer relações íntimas com Deus? Tudo começa quando aceitamos um convite de Deus. Ele nos convida para sermos os seus filhos: "Mas, a todos quantos o receberam, deu lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; a saber: Aos que crêem no seu nome."( Jo 1.12). Deus deseja cuidar de nós, como um pai cuida de um filho. Ele nos convida a fazermos parte da sua família. O processo estabelecido por Deus foi o de aceitar o sacrifício de Jesus, como nosso Salvador. Jesus, através do seu sacrifício na cruz, nos substituiu e satisfez a justiça de Deus. Através, unicamente, de Jesus restabelecemos a nossa comunhão com Deus. Isso é o fim da solidão existencial, pois o próprio Jesus nos garante: "E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século" (Mt 28.20),
3.2. Princípios Práticos
Para enfrentarmos a solidão cotidiana, precisamos de alguns princípios práticos:
3.2.1. A solidão é um estado normal que, simplesmente, não podemos evitar. Ela é natural, tendo em vista o estado da natureza humana e da sociedade em que vivemos.
3.2.2. Precisamos enfrentar a solidão para podermos superá-la. Nós mesmos somos responsáveis pela nossa solidão.
3.2.3. É necessário identificar a causa primordial da nossa solidão, para podermos traçar um plano específico de ação.
3.2.4. A intimidade, que é a solução para a solidão, deve ser construída a partir de uma iniciativa nossa. Busque a amizade sincera.
CONCLUSÃO
Conforme o ensino bíblico. Deus reconhece que a solidão é algo desagradável ao homem: "Não é bom que o homem esteja só". Por essa razão, Ele jamais nos deixa sozinhos. Ele veio ao nosso encontro através de Jesus, o Emanuel, que significa "Deus Conosco". E Jesus nos garante: "E eis que estou conosco todos os dias até consumação dos séculos" (Mt 28.20). Vença a solidão através da comunhão de Deus.



ASSEMBLÉIA DE DEUS – BELÉM -  Rua Vitória Régia, 163 – Bom Viver – Itu/SP.
Pr. Peter Feguetti.
Escreva para o pastor: pastorpeter@r7.com
Fale com o pastor: (11) 9-52765713

PRINCIPAIS REUNIÕES
Quarta: Culto de Ensino Bíblico, 19:30hs
Sábado: Culto Público, 19:30hs
Domingo de Manhã: Escola Bíblica, 09:00hs
Domingo: Ensaio Grupo de Irmãs, 18:00hs
Domingo: Culto da Família 19:00hs.

Reações:

2 comentários:

  1. a solidão é um tipo de sentimento que a maioria da pessoas sofrem, seja por alguma coisa relacionada a várias coisas. Falo de mim mesma, por perca do meu esposo, a gente era mito ligado um ao outro, mas a 10 anos ele faleceu e a partir daí me tranquei dentro de mim mesma, e isso não é nada bom, eu me apego ao meu Deus, me desabafo sozinha com Deus e converso com pessoas das redes, são pessoas evangélicas que já me ajuda bastante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estreitar o relacionamento com Deus, principalmente nessas hora é importante! Obrigado pela visita e Deus continue lhe abençoando abundantemente!
      Abraço,
      Pr. Peter Feguetti

      Excluir

Deixe registrado aqui seu comentário!